Listas de blogs e sites que sigo

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Biquini ou bikini


Vamos conhecer um pouco sobre esta peça, que no dia 26 de junho completará 65 anos de existência.

Já que o nosso verão está preste a chegar, nada mais propício falarmos desta peça tão essencial neste período.

Ele foi inventado pelo estilista francês Louis Réard que o batizou com o nome do pequeno atolde Bikini, no Pacíficoi   onde os americanos haviam realizado uma série de testes atômicos.



Não é a toa que a famosa editora de moda Diana Vreeland (1903-1989) disse uma vez que o biquíni "é a invenção mais importante deste século (20), depois da bomba atômica". O lançamento do primeiro biquíni foi em 26 de junho de 1946 e causou o efeito de uma verdadeira bomba.

Apesar de toda euforia em torno do novo traje de banho, descrito por um jornal da época como "quatro triângulos de nada", o biquíni não emplacou logo de cara. O primeiro modelo, todo em algodão com estamparia imitando a página de um jornal, se comparado aos de hoje, era comportado até demais. Entretanto, para os padrões da época, um verdadeiro escândalo. Tanto, que nenhuma modelo quis participar da divulgação do pequeno traje. Por isso, em todas as fotografias do primeiro biquíni, lá está a corajosa stripper Micheline Bernardini, a única a encarar o desafio.


Na década de 50, as atrizes de cinema e as pin-ups americanas foram as maiores divulgadoras do biquíni. Em 1956, a francesa Brigitte Bardot imortalizou o traje no filme "E Deus Criou a Mulher", ao usar um modelo xadrez vichy adornado com babadinhos.
No Brasil, o biquíni começou a ser usado no final dos anos 50. Primeiro pelas vedetes da epóca, e mais tarde pela maioria da população.





Na década de 60, a imagem sensual da atriz Ursula Andress dentro de um poderoso biquíni, em cena do filme "007 contra o Satânico Dr. No" (1962) entrou para a história da peça. Em 1964, o designer norte-americano Rudi Gernreich dispensou a parte de cima do traje e fez surgir o topless, numa ousadia ainda maior. No Brasil, essa moda não fez tanto sucesso quanto em algumas praias da Europa, mas mesmo assim o então prefeito de São Paulo, Prestes Maia, chegou a proibir o uso do topless em piscinas públicas.



Um modelo muito usado nos anos 60 era o chamado "engana-mamãe", que de frente parecia um maiô, com uma espécie de tira no meio ligando as duas partes, e, por trás, um perfeito biquín.


Os  biquinis abaixo  são da nova coleção da Etam e Asos, os preços variam entre 24 euros a 40 euros.







Um comentário:

Vicky disse...

Eu até usaria alguns desses das fotos, sao bem bonitinhos. Aqui nos EUA nao acho um que preste. (E é a mesma coisa para sapatos, roupas, lingerie...) Só quando eu for ao Brasil da próxima vez para comprar um biquini novo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...